FacebookTwitterGooglePlus
Fechar

Resumos

<< Voltar
Resumos
A RECOMPENSA DA HONRA I

A RECOMPENSA DA HONRA I


II JOÃO 8 - "ACAUTELAI-VOS, PARA NÃO PERDERDES AQUILO QUE TEMOS REALIZADO COM ESFORÇO, MAS PARA RECEBERDES COMPLETO GALARDÃO."


A HONRA É UMA VIRTUDE QUE PRECISA SER RESTAURADA NA VIDA DOS FILHOS E FILHAS DE DEUS. Ela é a chave essencial para recebermos de Deus, e é exatamente por este motivo que o inimigo de nossas almas simplesmente eliminou o verdadeiro poder da honra. A honra traz consigo grandes recompensas; recompensas que Deus quer que você receba. A honra tem o poder de aprimorar grandemente a sua vida.  Nosso motivo de honra primeiramente é a Deus, que é digno de toda a honra! Mas, vamos aprender com ele, entrar no seu coração e ser transformado cada dia por ele.
O apóstolo João tinha alcançado, o que muitos homens na sua idade não alcançam, a longevidade e poder ser o portador para nós destas verdades.

1) NÃO PERCA A SUA HERANÇA - João começa este versículo com: Acautelai- vos...
Ele encoraja a nós mesmos a tomar cuidado, examinar e prestar atenção em nós mesmos. Esta atenção cuidadosa é para que nós não venhamos a perder as coisas, pelas quais nos esforçamos. É muito difícil, depois de tantos esforços, você perder aquilo que conquistou com tanta luta. Imagine um agricultor que trabalha com a terra, ara, semeia, cuida e depois de muitos esforços, vem uma tempestade e ele por não prestar atenção nos avisos, não se prepara, e ela leva tudo! Que perda irreparável! E quanto ao homem de negócios que se dedica a construir a sua empresa durante anos, apenas para perde-la no final por causa de algumas decisões erradas? Em ambos os casos, os benefícios do trabalho intenso são perdidos em um instante por causa de escolhas erradas. É por isso que as Escrituras nos encorajam repetidas vezes a terminarmos bem: "Aquele que perseverar até o fim..." Mateus 10:22, 24:13, Marcos 13:13 - "Ao vencedor, que guardar até o fim as minhas obras..." Apc. 2:26

O Cristianismo não é uma corrida de velocidade, mas de perseverança. Portanto, não é a forma como começamos a corrida que conta, mas sim a forma como a concluímos.

2) MOMENTOS QUE DECIDEM NOSSAS VIDAS -  Ouvindo conselhos sábios 
I Reis 12:7-8...  O jovem rei Roboão desenvolveu um padrão na sua vida de não respeitar os mais velhos nem honrá- los. Quando ele recebe o trono de seu pai, ele precisava tomar sérias decisões. Os mais velhos deram a ele conselhos sábios , mas ele não deu ouvidos a eles. Zombou dos mais velhos e deu ouvidos aos mais jovens. Infelizmente a falta de experiência dos mais jovens , levou este rei tomar uma decisão, que causou a perdas de dez tribos de Israel, o que custou muito caro para ele e para a nação. Aprendemos aqui uma grande lição: não devemos simplesmente obedecer a Deus, mas capturar o seu coração. E então vislumbraremos a sabedoria que se esconde atras das suas diretrizes, e não as veremos unicamente como leis.

3) RECOMPENSAS -  No final do versículo de João, ele nos fala..." Para receberdes completo GALARDÃO."
Nosso Pai é um Deus galardoador! Como foi que ele se apresentou a Abraão? "...Não temas Abrão, eu sou o teu escudo, e o teu galardão será sobremodo grande." Gen. 15:1". Também o salmista diz: " Os juízos do Senhor são verdadeiros e todos igualmente justos, ... E em os guardar há grande recompensa." Salmos 119:9-11.  Deus recompensa aqueles que com quem Ele está satisfeito, aqueles que dão ouvidos aos seus conselhos. Observe que João fala de " Completo galardão", se há uma recompensa completa, pode haver uma parcial, ou nenhuma recompensa.

Não estamos falando de salvação, mas de recompensas! O apóstolo Paulo fala em II Co. 5:9-10, que todos nós iremos comparecer diante do tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou mal que tiver feito por meio do corpo.
Todo crente comparecerá diante do Trono do julgamento de Cristo. Naquele dia, cada um de nós receberá de acordo com o que fez durante o seu curto tempo na terra. Os nossos pecados não serão julgados, uma vez que o sangue de Jesus erradicou a punição eterna, mas seremos recompensados ou sofreremos perdas, pelo que fizemos como crentes.
Podemos concluir que o que fazemos com a cruz de Cristo, determina onde passaremos a eternidade; no entanto, o modo como vivemos como crentes determina COMO passaremos a eternidade.