FacebookTwitterGooglePlus
Fechar

Resumos

<< Voltar
Resumos
A RECOMPENSA DA HONRA III

A RECOMPENSA DA HONRA III


O PLENO GALARDÃO - Mateus 8 :5-13
Jesus entra em Cafarnaum, e ele é procurado por um Centurião romano. Era um homem de autoridade, que tinha abaixo de si cem soldados romanos. Ele vai até Jesus pedindo que ele cure seu servo que estava em sua casa acamado.
Jesus responde que vai com ele para curar, mas ele faz uma declaração que surpreende a Jesus: "NÃO SOU DIGNO DE ENTRES EM MINHA CASA."
Este homem trata a Jesus como alguém muito importante e lhe rende todo respeito. Ele fala a Jesus: " ...mas apenas manda com uma palavra, e o meu rapaz será curado."
Ele era um homem que respeitava as suas autoridades, por isto era respeitado também!
Jesus faz uma declaração no versículo 10: "...admirou-se Jesus e disse aos que o seguiam, " Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei fé como esta."
O que fez a sua fé ser tão grande? Foi a combinação da honra que ele demonstrou ter por Jesus com o seu entendimento sobre autoridade (Lucas 17:5-10 nos mostra que não é somente o ouvir a Palavra de Deus que produz fé, mas que isto deve ser complementado pela honra e submissão as autoridades!

2) A MULHER QUE NÃO ACEITAVA "NÃO" COMO RESPOSTA
Também no evangelho de Marcos, cap. 7; encontramos uma mulher que vai até Jesus para pedir ajuda, para que libertasse a sua filha de um demônio.
Mas Jesus fala uma palavra que deixaria qualquer mulher irada! Jesus fala que não poderia tirar o pão dos filhos e dar aos cachorrinhos!!! Qualquer pessoa responderia com raiva! Mas esta mulher diz a Jesus que os cachorrinhos comem da mesa dos seus Senhores! Com esta palavra, Jesus disse: "por causa desta palavra, podes ir, o demônio já saiu da sua filha."
Esta mulher, pela sua determinação e honra a Jesus, ela recebeu completo galardão!

3) O PRINCÍPIO DA HONRA - Percorrendo o evangelho, nós vamos ver pessoas que receberam o pleno galardão, uma recompensa parcial ou nenhuma recompensa. Cada ocorrência reflete unicamente a forma como elas lidaram com a honra.
Relembrando a lei espiritual: " Aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos." I Sam. 2:30
Este princípio é especialmente enfatizado bem antes da paixão de Cristo. Jesus estava na casa de Simão, o leproso, em Betânia. Quando ele se reclina a mesa, uma mulher se aproxima com um vaso de alabastro contendo um caríssimo óleo de nardo. O preço deste perfume era correspondente a um ano de trabalho normal. Depois de chorar para lavar os pés de Jesus, ela os seca, com seus cabelos, em seguida abre o vaso de nardo e derrama sobre a cabeça de Jesus.
Ela honrou a Jesus ungindo-o abundantemente, mas nem todos se alegraram com sua espontaneidade. "Indignaram-se alguns entre si e diziam: Para que este desperdício de bálsamo?"
Mas Jesus fala a ela elogiando-a: "Em verdade vos digo: onde for pregado em todo o mundo o Evangelho (as boas novas), será também contado o que ela fez, para memória sua."
Jesus honrou esta mulher não só naquela época, mas de geração em geração!

4) O FLUIR DA HONRA - Na semana em que foi crucificado, Jesus fez esta declaração: "Eu lhes digo que vocês não me verão mais até que digam: Bendito o que vem em nome do Senhor!
Em outras palavras, "Vocês não me verão mais até que reconheçam aqueles que Eu lhes enviar e digam: Bendito aquele que vem em nome do Senhor."
Ou, em outras palavras, Vocês não me perceberão ou não me verão novamente ate que "honrem" aqueles quem eu enviar em meu nome.
Imagine, Jesus disse que se manifestaria quando abençoássemos ou honrássemos os que viriam em nome dele!
Isto confere com o que Jesus declarou: "Em verdade vos digo: quem recebe (honra) aquele que eu enviar, a mim me recebe (honra); e quem me recebe (honra), recebe (honra) aquele que me enviou. João 13:20